Veja os deputados que confiscaram seu salário e aprovaram a reforma da previdência

SINDICATO É PRA LUTAR! É assim que este sindicato trabalha pela categoria e sempre será, quando qualquer projeto/resolução/pec/lei ameace os direitos dos servidores.

Ontem, em luta histórica com forte repressão e cerco policial (dos militares que ficaram de fora da reforma da previdência),  a Alesc aprovou a reforma que retira a previdência dos servidores públicos. O projeto do governador Carlos Móises (que afaga os grandes devedores do Estado, mas corta salário dos aposentados mais pobres), foi aprovada com o de apoio de 31 deputados e deputadas estaduais. Apenas 9 votaram contra!

As mudanças aprovadas (em tempo recorde) são as mais duras já feitas na previdência do funcionalismo público em Santa Catarina e o governo já avisou: outras virão!!

Veja abaixo a relação dos deputados que votaram pelo confisco do seu salário, em apoio à Fiesc!

MDB – Ada De Luca
PSL – Ana Campagnolo
PSB – Bruno Souza
PSL – Coronel Mocellin
MDB – Dirce Heiderscheidt
PSDB – Doutor Vicente
PSL – Felipe Estevão
MDB – Fernando Krelling
PSD – Ismael dos Santos
PSC – Jair Miotto S
MDB – Jerry Comper
PSL – Jesse Lopes
PP – João Amin
PP – José Milton Scheffer
PSD – Julio Garcia
PSDB – Marcos Vieira
PSD – Marlene Fengler
PR – Mauricio Eskudlark
MDB – Mauro de Nadal
PSD – Milton Hobus
MDB – Moacir Sopelsa
PSB – Nazareno Martins
PR – Nilso Berlanda
PDT – Paulinha
PSL – Ricardo Alba – Servidor do TJSC!
MDB – Romildo Titon
PSL – Sargento Lima
PRB – Sergio Motta
PP – Silvio Dreveck
MDB – Valdir Cobalchini
MDB -Volnei Weber

Veja abaixo os poucos deputados que defenderam os servidores e votaram contra a reforma!

PT – Fabiano da Luz

PDT – Rodrigo Minotto

PT – Padre Pedro Baldissera

PT – Neodi Saretta

PR -Marcius Machado

PSD – Kennedy Nunes

PSB – Laércio Schuster

PT – Luciane Carminatti

PV – Ivan Naatz

Não esqueceremos os seus votos, deputados. A partir da próxima, os sindicatos estaduais iniciam campanha de mídia para expor os traidores do serviço público!

TEVE MUITA LUTA!

O SINJUSC, junto com o Fórum dos Servidores Estaduais de Santa Catarina, fez intenso trabalho de enfrentamento. Tentou diálogo com os parlamentares antes mesmo do projeto chegar à Alesc. Poucos atenderam os trabalhadores. Campanhas de mídias impressa/física/digital/redes sociais, carro de som, audiência pública e inúmeras tentativas de diálogo com o governo foram os caminhos de luta.

Mas todo o movimento foi ignorado e mais uma vez, os trabalhadores, sobretudo os aposentados mais pobres e vulneráveis, pagarão a conta do suposto déficit da previdência. Isso tudo para beneficiar quem já muito tem: as grandes empresas sonegadoras e as beneficiadas pelas isenções fiscais.

Os bilhões que o governo vai arrecadar com as novas contribuições dos aposentados vão bancar os R$ 14 bilhões em isenções para os grandes empresários catarinense. Esse montante só para 2022!

Nós resistimos e continuaremos firmes na luta! Ainda se estuda, via Fórum, medidas para tentar reverte o retrocesso social!

10 Comentários

  1. É o deputado q é servidor é o exemplo claro de sadomasoquistas que temos na própria categoria. Fico imaginando como que passaram no concurso? Que tipo de servidores são? Que noção que possuem da utilidade do seu próprio cargo e do serviço que prestam? É preciso ACABAR com qualquer função sem concurso no quadro. Só assim haverá esperança de dias melhores. Muitos capitães do matooo que se contentam com algumas migalhas a mais, totalmente ilegítimas.

  2. Pelo menos conseguimos manter todos os direitos dos policiais.
    Resto do serviço público deve pagar o déficit da previdência da Polícia.
    Que bom que os deputados entenderam isso.

  3. leis se fazem….leis se mudam…..nada como um dia depois do outro…….deve se iniciar imediatamente a luta para mudar essa lei…principalmente o ataque aos aposentados com a diminuição da faixa de isenção…….usar todos os meios legais possiveis para derrubar essa nefasta lei….o déficit atuarial existe mesmo….???????como foi calculado???????as omissoes dos gestores do passado quanto a admnistração do previdenciario como ficam??????…….essa questão do deficit atuarial é fundamental…pois somente ele tendo sido colocado em questão pelo governo é que a faixa de isenção foi diminuida…isso é crucial…..

  4. O Sr. Rodrigo Alba, que deveria representar sua base eleitoral, servidores públicos, cuidou apenas de seu umbigo, os Oficiais de Justiça, sua categoria funcional…,e obteve um não retumbante, digno de traidores.
    João Amim, Marcos Vieira???
    Seus redutos eleitorais, desde suas primeiras candidaturas foram os servidores, mormente os Amim.
    Sr. Marcos Vieira…inesquecível seu slogan da primeira candidatura “Este Briga por Nós”. Aliás, este seu slogan, clássico entre os sarcasmos, fez escola até na América, na candidatura de Hillary Clinton, fixado em seus púlpitos oratórios “Fighting For Us”.
    Já temos EM QUEM NÃO VOTAR nos próximos pleitos eleitorais.

  5. O nosso repúdio deve dirigir-se aos partidos dess(a)es senhor(a)es. Ainda que aqueles parlamentares não mereçam qualquer voto, seus partidos muito menos, pois SEMPRE atuaram contra os trabalhadores.

    Alguém espera algo de promissor do PP, PSD, NOVO, MDB, PSDB, PR, PRB, DEM, etc? Alguém duvida de que tenham convívio estreito com o que há de mais nefasto na politicagem?

    Como que um servidor público pode se iludir com campanhas de NOVO (que é um velho de sempre)? Mas não apenas desse infame partido, qualquer das siglas acima merece nossa objeção.

    Quando o projeto de reforma foi autuado na Alesc todos já sabiam o que aconteceria, seria aprovada. Alguém esperava a REJEIÇÃO completa?

    Por isso, nosso repúdio deve se dirigir muito mais aos seus partidos.

    É possível poupar o PT? Nesse evento sim, mas da obra completa, jamais. No entanto, a crítica exigiria um capítulo à parte.

    Por fim, não resta dúvida de que devemos dar uma rejeição eleitoral, com lugar honra, ao ilustre Deputado ALBA, embora não houvesse qualquer surpresa. Havia?

  6. Fala sério….. ALBINHA tá cag**** pra gente…. deixou de ser carregador de caixa. agora só anda com a elite. Trouxa foi quem deu ouvido p as conversas fiadas dele e dos demais quando candidatos…….

  7. O FIM DESSA CORJA TÁ PERTO. ELES PENSAM Q ESTÃO VENCENDO. SÓ QUE NÃO. LUTEMOS, COM SERENIDADE DA CERTEZA DA VITÓRIA.

  8. Em meio à crise violenta sanitária, onde servidores em geral, já não conseguem manter seus familiares por conta de graves reajustes em geral/combustível/ alimentação e etc, momento esse que não deveria nada ter reajustes absurdos e olhar para a população carente, é que vemos ao contrário, tudo pode nesse país, massacram a população essa cambada de safados e vendidos!
    Sr governador de SC, conivente com o sumisso do vlrs ref.ao respiradores, até o momento não se explicaram onde foi essa grana!!!….canalhas!

  9. Não podemos esquecer destes traidores. Não adianta ficar com raiva agora. Próximo ano, todos tem que lembrar e, além de não votar, devem fazer campanha efetiva contra esses picaretas. O Sinjusc, que nos representa, bem como todos os sindicatos tem obrigação de estabelecer ampla campanha no próximo ano contra esses traidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *