Fazendo Escola volta com curso sobre trabalho, saúde e tecnologia

Após muita dedicação e trabalho pelo Fazendo Escola, convidamos os servidores para o curso sobre Trabalho, Saúde e Tecnologia: a realidade no Judiciário frente à pandemia e à Revolução 4.0. O evento acontecerá em três encontros online e um estudo dirigido no mês de novembro, dias 5, 12 e 19. Depois de uma articulação política importante, o SINTRAJUSC e o SINDJUS/RS também ingressaram na composição do atual Conselho Diretor.

As inscrições são limitadas, estão abertas e podem ser feitas por aqui.

O Arqueólogo, Livre docente e Doutor em Ciências/USP, Rossano Bastos; o Médico da UFSC e Mestre em Saúde coletiva/Unicamp, Roberto Ruiz e o Psicólogo e pesquisador da Prunart/UFMG, Arthur Lobato são os professores que ministraram a formação.

O curso foi pensado como forma de instrumentalizar os servidores sobre as novas formas de adoecimento no trabalho e prepará-los para um despertar de consciência e enfrentamento às formas de exploração.

Como está organizado: um encontro introdutório realizado através de uma transmissão ao vivo pelo Canal do Fazendo Escola, onde os professores participantes farão uma intervenção expositiva com duração de 1h30min, e dois outros encontros que irão compor os módulos realizados em forma também expositiva com 3 horas de duração. Sendo que o terceiro e último módulo serão participativos acolhendo questões, dúvidas e perguntas formuladas pelo chat, ou e-mail a partir do segundo encontro.

Veja programação prévia:

Módulo 1 (Aula inaugural) – Dia 05/11, às 19h – Via Canal no Youtube do Fazendo Escola

Aula introdutória aberta a participação dos alunos com abordagem geral dos conteúdos a serem desenvolvidos nos dois módulos seguintes. Terá a participação dos 3 docentes do curso cada um explanando sobre sua parte (duração 1hora e 30 min).

Módulo 2 – Dia 12.11, das 09h às 12h  – Via Canal no Youtube do Fazendo Escola.

Parte 1 – Aspectos Conjunturais e permanentes na relação de trabalho – Prof. Rossano Lopes Bastos.

Parte 2 – A revolução industrial 4.0, seus impactos no mundo do trabalho e na saude mental – Prof. Arthur Lobato.

Parte 3 – COVID 19: contextualização da pandemia / medidas gerais de prevenção / estratégia de enfrentamento do autocuidado e saúde. Prof. Roberto Ruiz.

Módulo 3 – Dia 19.11, das 09h às 12h – Via Google Meet

Ementa Geral: Continuação dos temas elencados no módulo 2, em paralelo com as questões formuladas pelos alunos para o debate. Aprofundamento e abordagem das perguntas e questões trazidas pelos alunos para debate no módulo 2. Duração: 3 horas compartilhada com os 3 professores.

A programação detalhada será postada na próxima semana. Acompanhem!

2 Comentários

  1. Os temas são necessários à criação do pensamento crítico às transformações laborais da vida digital.

  2. Espero que o Sinjusc dialogue com o TJSC sobre qualquer alteração na resolução do Teletrabalho, sempre pensando no bem-estar do servidor, pois acredito que a produtividade aumentou principalmente porque muitos servidores trabalhavam acima de 7 horas, muitas vezes de 8 a 9 horas (sentado direto) para conseguir cumprir a meta imposta durante o home office (soube de servidor/assessor que chegou a trabalhar final de semana para cumprir a meta, pois não conseguia cumprir durante o expediente na semana) pensando na questão de não virar uma exploração exigindo o cumprimento de metas fora da realidade, pois nem todos os processos são iguais, alguns demandam mais tempo de análise e, consequentemente, mais horas de trabalho sentado direto, podendo prejudicar a saúde física do servidor.

    PS: eu não entendo como o TJ faz publicações em seu site com a informação de que houve uma melhora na qualidade de vida dos servidores, sendo que os servidores que eu conversei, durante o home office, disseram que estavam achando a exigência de metas extremante puxada, causando ansiedade, inclusive, chegando a trabalhar em casa durante o home office de 8 a 10 horas direto?! (não generalizando).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *