Em lançamento histórico, candidaturas assinam compromisso com o serviço público

Ao todo, 40 candidatos e candidatas às eleições 2022 comprometeram-se em defender o serviço e os trabalhadores públicos ontem (13/09), em evento histórico e lotado no auditório do SINJUSC, durante o lançamento da Plataforma Política do Fórum Catarinense de Defesa do Serviço Público para as eleições de 2022. 

Todos os políticos que concorrem às eleições em nível estadual e federal foram abertamente convidados. Veja ao final dessa matéria os nomes de quem declarou apoio. Além dos candidatos, participaram lideranças de vários sindicatos e outros apoiadores que acompanharam o evento de forma online. Reveja a transmissão AQUI.

A plataforma, construída pelo Fórum Catarinense em Defesa do Serviço Público, traz 7 eixos principais com o objetivo de reconstruir o serviço público no Brasil.  Além de ser um documento (acesse na íntegra) que pode ajudar na escolha de políticos comprometidos com as pautas do movimento sindical, ainda serve como parâmetro quais candidatos estão comprometidos com o serviço público.

O presidente do SINJUSC, Neto Puerta, que conduziu a solenidade ao lado da professora e sindicalista Elenira Vilela, destacou a importância da adesão de todos os(as) candidatos(as) aos compromissos estabelecidos:

“Na reforma administrativa, queriam convencer nós, trabalhadores públicos, e população, de que ela era boa. Ela retirava direitos, precarizava o serviço e as condições de trabalho e mesmo, assim, defende o governo e seus aliados, que a proposta é boa. Mas nem todos os políticos são assim. Sim, nós temos boas candidaturas para escolher e, o Fórum Catarinense elaborou essa plataforma, justamente, para saber quem são as candidaturas que se comprometem com o serviço público”.

ESCOLHA BEM SEUS CANDIDATOS|

Nas falas de praticamente todos presentes foi reforçado que a plataforma convoca os trabalhadores à reflexão da consciência de eleger candidaturas que assumam, verdadeiramente, o compromisso de um projeto voltado a atender as políticas públicas na implementação das pautas de interesse da classe trabalhadora.

As eleições de 2022 representam uma oportunidade histórica para mudanças de rumo no país, com a implementação de políticas públicas que defendam, entre outras pautas, a democracia e a soberania nacional, valorizem e fortaleçam o serviço público, estabeleçam a melhoria das condições de trabalho com a implementação de salários dignos para a classe trabalhadora, restabeleçam os direitos previdenciários e sociais, bem como busquem a garantia da dignidade da pessoa humana.

QUEM FOI QUEM|

Durante o evento foi reforçado, também para somar na tarefa do voto consciente, a plataforma do DIAP “Quem foi Quem”, que disponibiliza os votos de deputados federais e senadores em temas relevantes de interesse dos trabalhadores e da sociedade. Como exemplos: o candidato Darci de Matos (PSD) votou 88.89% contra os trabalhadores; a Angela Amin (PP) votou 90% contra e, Caroline Titone (PL), votou 100% das vezes contrataria aos interesses das categorias.

PARA NÃO ESQUECER A REFORMA DA PREVIDÊNCIA|

Surdos às ruas, 31 deputados da Assembleia Legislativa de Santa Catarina aprovaram a reforma da previdência. Apenas 9 deputados votaram contra as mudanças aprovadas, as mais duras já feitas na previdência do funcionalismo público e, o governador Móises, que tenta a reeleição com voto dos servidores, avisou na ocasião que faria outras reformas. REVEJA AQUI OS DEPUTADOS QUE CONFISCARAM O SALÁRIO DOS APOSENTADOS!

Candidaturas presentes que se comprometeram a apoiar a plataforma:

GOVERNO DO ESTADO|

BIA VARGAS – VICE DE DÉCIO LIMA (PT) 13

JORGE BOEIRA (PDT) 12

SENADO|

AFRÂNIO BOPPRÉ (PSOL) 500

JOSÉ FRITSCH (PT) – 1º SUPLENTE DE DÁRIO BERGER (PSB) 400

CÂMARA DOS DEPUTADOS|

CARLA AYRES (PT) 1344

KEREXU (PSOL) 5001

PEDRO UCZAI (PT) 1350

GIOVANA MONDARDO (PC DO B) 6565

MAURICIO MULINARI (PSOL) 5075

RENÊ MARCOS MUNARO (PT) 1333

ANA PAULA LIMA (PT) 1313

KÁTIA COSTA (PSOL) 5025

ASSIS (PT) 1312

VICTOR GASPODINI (PSOL) 5000

PROFESSOR VIEIRA (PT) 1361

JORDANA SAGE (PDT) 1200

MARCO BUZZI (PDT) 1255

ANDERSON BATATA (PP) 1178

ROGÉRIO PORTANOVA (PT) 1340

JÚLIA ANDRADE (UP) 8000

CAMASÃO (PSOL) 5050

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SC|

LUCIANE CARMINATTI (PT) 13601

MARQUITO (PSOL) 50150

GLAUTER SOARES (PT) 13007

DIRCEU DRESCH (PT) 13450

MANDATA COLETIVA BEM VIVER – CÍNTIA MENDONÇA (PSOL) 50999

FABIANO DA LUZ (PT) 13500

VANDA PINEDO – COLETIVO NOSSA FORÇA E VOZ (PT) 13913

THAÍS TOLENTINO (PSOL) 50555

SARGENTO AMAURI SOARES (PSOL) 50580

CLÁUDIO MÁRCIO (PT) 13100

PROFESSOR LINO PERES (PT) 13333

LUCI CHOINACKI (PT) 13003

CÉLIO ELIAS (PT) 13633

PROFESSOR PEDRO CABRAL (PSOL) 13123

COLETIVA RAÍZES – LIVIA GUILARDI (PSOL) 50222

COLETIVO JUVENTUDE – DANIELY RAMOS LUZ (PT) 13013

NEODI SARETTA (PT) 13120

COLETIVO FELIZ DE NOVO – RAFAEL (PT) 13713

THALINY (PDT) 12123

4 Comentários

  1. Parabéns pela iniciativa Sinjusc! Assim sabemos quem vota do nosso lado e quem nos ignora e desrespeita. Vamos abrir os olhos colegas.

  2. O Fórum Catarinense em Defesa do Serviço Público e a plataforma apresentada são muito importantes e necessários.

    O Fórum e o evento realizado são demonstrações necessárias da coesão dos trabalhadores em torno de pautas que beneficiam à classe trabalhadora e ao povo brasileiro.

    Parabéns as entidades e participantes por esse debate fundamental!

    • Olá, Katia. A reposição de 28%, que se refere aos sem paridade, já foi feita pelo Executivo. Importante lembrar que o reajuste é uma conquista do SINJUSC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *