TJ será irresponsável se voltar em agosto

Possivelmente, hoje até o final do dia ou amanhã (15/07), o Tribunal de Justiça deve anunciar se os servidores voltarão ao trabalho presencial ou se permanecem em home office. Como alertamos nos últimos dias, não há segurança para voltar e será muita irresponsabilidade se isso acontecer.

O Estado de Santa Catarina contabiliza 43 mil diagnosticados com coronavírus, incluindo 497 mortes. Santa Catarina tem a terceira maior taxa de contágio por coronavírus no país e curva em ascensão. Todos os dias os números sobem e a taxa de ocupação de leitos de UTI nas principais cidades chegam a ocupação máxima.

Essa semana a imprensa divulgou que 229 detentos testaram positivo para Covid-19 no presidio de Itajaí. Em Chapecó, na Penitenciária Agrícola são 25 detentos com Covid-19. Mesma situação em Criciúma, onde no Presídio Santa Augusta, 21 detentos foram contaminados com a doença.

Para além da discussão da ausência de medidas eficazes de prevenção à doença no sistema prisional, é importante alertar que caso o judiciário retome o trabalho presencial, também serão retomadas as audiências. E isso significa mais pessoas circulando nos fóruns sem medidas de segurança sanitária.

Até o momento, não há protocolo seguro de retorno, conforme seguimos cobrando do TJSC, desde a apresentação da Campanha Salarial, em que este ponto ganhou destaque. O Tribunal apenas enviou mascaras, álcool gel e fita adesiva para marcar o chão com “distância de segurança”. A testagem em massa que também reivindicamos na pauta da categoria ainda não foi atendida.

Segundo Estudo divulgado pela UFSC, a subnotificação no Estado pode chegar a 300%. Isso significa que o número de contaminados circulando pode ser exponencialmente maior do que o divulgado. São pessoas que poderão circular nos fóruns e contaminar muitas outras.

Portanto, repetimos: pela vida dos servidores e da população, NÃO TEMOS CONDIÇÕES DE VOLTAR e EXIGIMOS UM PROTOCOLO DE RETORNO ADEQUADO SEM A “CRIATIVIDADE” POR PARTE DOS SERVIDORES.

3 Comentários

  1. Trecho do texto acima: “NÃO TEMOS CONDIÇÕES DE VOLTAR e EXIGIMOS UM PROTOCOLO DE RETORNO ADEQUADO SEM A “CRIATIVIDADE” POR PARTE DOS SERVIDORES”. O retorno é para o início de agosto/2020. Bem próximo. Que farão os colegas se o patrão dobrar a aposta? Há planos de mobilização para greve? Há articulação com outros sindicatos? Lembrando, o retorno será no início de agosto.

  2. Que tal uma greve virtual, home-office parar o trabalho…já que estão pensando em tirar o direitos dos servidores

  3. PORQUE SINJUSC NÃO MANDA MAIS OS JORNAL DE CADA MES COMO ÉRA ANTES
    PASA MESES SEM SABER O QUE ACONTESE ATÉ O MEU SALÁRIO ABAXOU

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *