SINJUSC oficia TJSC e cobra andamento da pauta da categoria

Em reforço os diálogos feitos na semana passada com a Administração do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, o SINJUSC oficiou nesta sexta-feira (13/08) o Tribunal sobre o andamento da pauta da categoria.

Reunião com TJ trata sobre reposição salarial após mudanças na previdência

O SINJUSC enfatizou os prejuízos financeiros agravados pelas mudanças na previdência dos servidores e também pela escalada dos índices da inflação, reforçando que a data-base 2021 segue sobrestada, enquanto o salário encolhe.

A criação de estratégias para a compensação das perdas sofridas pelos trabalhadores foi defendida por vários deputados durante o processo. Inclusive, já estão sendo negociados na ALESC projetos desta natureza voltados às áreas da Educação, Saúde e Segurança Pública.

Os servidores do Poder Judiciário de Santa Catarina têm o direito e precisam desta compensação. Para além do cenário geral da sociedade brasileira, marcado por uma crescente inflação e uma grave crise sanitária, há um ano e meio os servidores têm arcado com todos os custos decorrentes da execução do trabalho na modalidade não-presencial e neste ano de 2021 ainda não tiveram acesso à recomposição inflacionária – nem aos demais pedidos apresentados na campanha de data-base 2021

As soluções a serem construídas exigem debate e participação da categoria e devem ser pensadas com foco na reestruturação da carreira a partir do contexto de transformação na organização do trabalho que estamos vivenciando.

Ou seja, estamos falando de medidas permanentes que se mantenham ao longo do tempo. Além disso, estas soluções devem ter um caráter amplo, atingindo tanto os servidores que ainda estão em atividade, quanto aqueles que já se aposentaram e foram duramente atingidos pela reforma.

Assembleia Geral

Um nova Assembleia Geral está sendo organizada, com previsão para o dia 26 de agosto. O edital completo com todas as informações será postado em breve. Fiquem atentos!

3 Comentários

    • Mas os aposentados sem paridade pagam Iprev?? Achei que o aumento desse tipo de aposentadoria fosse o mesmo do INSS, quando aumenta o Salário Mínimo, ou seja, mesmo percentual. Não é isso?? A minha e fim paridade, ou seja, vou pagar Iprev para sempre, e agora, com a nova reforma, integralmente. Quanta injustiça …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *