PEC 32 só atinge população e servidores mais pobres

Foto: Câmara de Lages

No Brasil, 23,5% dos servidores públicos ganham menos de 2 salários mínimos mensais. Mais de 53% ganham menos de 4 mínimos. A Reforma Administrativa (PEC 32) propõe corte de direitos para todos eles, mas não toca nos 3% que recebem mais de 20 salários por mês.

Essa foi a “sopa de números” servida pelo presidente do SINJUSC, Neto Puerta, durante a fria noite de quinta-feira (27/05) na audiência pública sobre a Reforma Administrativa (PEC 32) realizada pela Câmara de Vereadores do Município de Lages, na serra catarinense. Neto falou em nome do Fórum de Servidores Públicos de Santa Catarina à convite da vereadora Professora Elaine Moraes do partido Cidadania.

Se aprovada, a PEC 32 atingirá em cheio os municípios que concentram a maior parte dos serviços de atendimento à população e também 53% de todos os servidores do país, dentre os quais 39,9% atuam nas áreas da saúde e educação. “Os vereadores terão que explicar à população porque está faltando remédio no posto de saúde ou porque não tem vaga na creche para as crianças.” – alertou Neto.

A realização de audiências públicas nos municípios é deliberação do Fórum de Servidores Públicos de Santa Catarina e faz parte da estratégia de mobilização e conscientização para a derrubada da Reforma Administrativa.

Veja a intervenção do presidente do SINJUSC na audiência pública no vídeo abaixo e clique AQUI para ter acesso ao documento entregue aos parlamentares presentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *