Na Bahia, mulheres do judiciário reforçam que feminismo é luta a ser superada

A participação do SINJUSC no I Encontro de Mulheres do Judiciário da Bahia, que termina nesta sexta-feira em Salvador, amplia a luta pela busca da igualdade. “Quando houver respeito, fim das discriminações e garantia de direitos a homens e mulheres, o feminismo será superado”, afirmou a vice-presidenta do SINJUSC,  Valfrida de Oliveira, que participa do evento juntamente com a diretora Daniele Búrigo Marques.

Valfrida e Daniele participaram da organização e dos dois encontros de mulheres do judiciário em Santa Catarina. Na Bahia, com a experiência levada do Sul, contribuem com os debates sobre feminismo, violência, aborto e a participação da mulher na política, palco em que se concretizam e se regulam mudanças verificadas na sociedade ou para ela.

Assim como o 2º Encontro de Mulheres do Judiciário Catarinense, o I Encontro da Bahia homenageia a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, assassinada a tiros junto com o seu motorista Anderson Pedro Gomes em 14 de março deste ano. A polícia ainda não encontrou os matadores.

O I Encontro de Mulheres do Judiciário Baiano termina na tarde desta sexta-feira, depois da instalação do Coletivo de Mulheres Baianas.

Veja mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *