Moises tentou tirar dos aposentados para pagar aposentadoria especial aos deputados

Foto: Divulgação internet

Em uma votação relâmpago que durou MENOS DE 24H, o desgoverno Carlos Moisés quase conseguiu a aprovação do projeto de previdência complementar que criaria uma aposentadoria especial aos deputados e beneficiaria servidores comissionados que recebem mais do que o teto da aposentadoria (6,4 mil/mês).

Claro, tudo bancado com dinheiro público, especialmente dos servidores aposentados que agora em novembro terão um confisco gigante no salário, quando as novas mudanças da previdência passam a valer.

Após ser aprovado nas três comissões e sem qualquer tipo de debate, a matéria foi rejeitada em plenário ontem (27/10), com 14 votos contrário e 20 a favor. Eram necessários 21 votos favoráveis para a aprovação. O rito todo desde as comissões até o plenário, DUROU 24 HORAS. Chega a ser obscena a rapidez dos deputados em beneficiar seus próprios salários.

O SINJUSC e demais sindicatos da classe trabalhadora foram surpreendidos com a velocidade da tramitação, enquanto se preparavam para o enfrentamento.

Se passar, aposentadoria para comissionados e deputados será um trem da alegria histórico

O dinheiro que iria bancar tal aposentadoria especial é o mesmo que será confiscado dos servidores aposentados, que dedicaram décadas de suas vidas ao atendimento à população. Os descontos devem começar agora em novembro e muitos aposentados serão taxados em mais de 300%.

Também não causa estranheza o silêncio dos mesmos deputados que rosnaram aos servidores que lutaram contra a reforma da previdência aprovada esse ano. O mesmo silêncio ecoa dos maiores apoiadores e financiadores da reforma em Santa Catarina: Fiesc, FCDL e Facisc.

Mais esse episódio e os diversos outros que acontecem diariamente no Estado e no País, sublinham quem o Estado acolhe e incentiva. Para o trabalhador, o Estado está sempre inchado, ao grande empresariado e políticos alinhados a esse discurso, sempre há formas de pegar dinheiro público.

Quem são os reais parasitas?

3 Comentários

  1. Vergonhoso este governo. Desde quando deputado faz parte do funcionalismo público? Ele fez concurso público e foi aprovado? Cargo comissionado é transitório ,portanto , nenhum deles faz jus a aposentadoria estadual . Querer ” comprar votos” pra se reeleger às custas de nós aposentados , descontando 14% do nosso salário quando mais precisamos , afinal doenças manifestam- se nestas idades. Se o governo ia contribuir com 8% para esta aposentadoria complementar é porque há dinheiro em caixa ,e este é público não é seu particular. Basta sr.governador.

  2. Seria muito bom saber quais foram os 20 deputados q votaram a favor pra gente mandar msg pra eles. Acho q seria muito importante mandar um recadinho pra esses deputados, tb pra lembrar a eles q o que fizeram com nossa previdência não será esquecido tão logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *