Fazendo Escola filia sindicato do nordeste e expande rede de formação

Para ampliar o alcance e intercâmbio de experiências, o Centro de Estudos e Pesquisa em Trabalho Público e Sindicalismo – Fazendo Escola filiou o Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia (Sintaj). A vinda do sindicato do nordeste foi aprovada em assembleia geral no dia 26 de julho.

A intenção é levar a experiência do SINJUSC, por meio do Fazendo Escola, ao Sintaj e também trazer conhecimento do sindicato nordestino, ao trabalho de promoção e formação que o SINJUSC vem desenvolvendo. Atualmente, o centro conta com a sinergia do Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário Federal no Estado de Santa Catarina (Sintrajusc) e Sindicato do Servidores da Justiça do Rio Grande do Sul (Sindjus/Rs). Essa troca entre sindicatos vem somando na formação e expandindo a atuação do SINJUSC como protagonista da luta em Santa Catarina e outros Estados.

“O Sintaj sente-se honrado em ser a primeira entidade sindical do nordeste filiada ao Fazendo Escola”. A partir de agora os filiados terão um espaço de formação e diálogo que disporá de atividades cujo objetivo é construir conhecimento a partir de assuntos que tratam do seu trabalho e assim, encontrar soluções”, argumenta Edson Rocha, Coordenador de Formação e Relações Intersindicais.

A presidenta do Centro, Carolina Costa Rodrigues, acrescenta que o trabalho do SINJUSC e do Fazendo Escola convergem para um sindicalismo em perspectiva, que pensa, organizar, forma e age de maneira humanizada, mas também combativa.

“A vinda de outros sindicatos soma força e esperança de construir uma sociedade melhor e mais justas para todos os trabalhadores e, para isso, é preciso pensar e formar intelectuais. No trajeto, o SINJUSC o Fazendo Escola contam também o apoio de universidades. Vários foram os projetos em cooperação com a UFSC, como o Seminário Internacional do Mundo do Trabalho, realizado no final de 2021. E esse ano tem novidade”, conta Rodrigues.

A notícia é a realização do Projeto de Extensão: “Sobre viver: o trabalho e o sindicalismo no cinema”, com a participação da UFSC e Fenajud. Serão vários encontros presencias e híbridos, que devem acontecer de setembro a dezembro desse ano. 

Com a participação de professores, pensadores e formadores, o projeto visa compreender questões relacionadas ao mundo do trabalho e as formas de organização dos trabalhadores a partir da análise de produções cinematográficas. Especificamente, refletir de maneira crítica sobre as condições de vida e cidadania que se encontram os trabalhadores em seus distintos contextos históricos, geográficos, políticos e sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *