Em vídeo, SINJUSC denuncia violência contra mulheres e incentiva a denúncia

Durante o mês de agosto, o SINJUSC se engajou no movimento Agosto Lilás de combate à violência contra mulheres. Foram enviados cartazes e cartilhas às comarcas, cartão postal a todas as filiadas, matérias e vídeos também foram produzidos. O mês chegou ao fim, mas a Luta contra qualquer forma de opressão, não! Neste último conteúdo alusivo à campanha, a vice-presidente Valfrida de Oliveira reforça que agressões às mulheres se permutam de diversas formas, e mais do que identificar e combater, a denúncia precisa ser feita.

O assédio e a violência expõem as mulheres a situações humilhantes e constrangedoras, levando a vítima a se desestabilizar emocionalmente, afetando sua autoestima e a saúde psicológica. Quando uma violência (física ou psicológica) é praticada, a primeira coisa a fazer é apoiar, acolher a vítima e, sim, meter a colher e denunciar o agressor. O silêncio e a impunidade agravam essa situação.

Um importante canal de denuncia é o 180, a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. Trata-se de um serviço público que recebe denúncias ou relatos de violência, reclamações e serve também para orientar as mulheres sobre seus direitos e sobre a legislação vigente, encaminhando-as para os serviços de atendimento quando necessário. A central é confidencial (preserva o anonimato) e funciona 24 horas por dia.

Violência contra as mulheres. Denuncie, Combata, Pare. Disque 180!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *