E daí, que lamentamos os mortos por covid-19 e queremos vacina para todos!

Faixa gigante foi fixada na ponte Hercílio Luz, em Florianópolis

O SINJUSC presta solidariedade a todas as 465 mil vidas perdidas para a covid -19, até ontem (01/06). Em especial, a todos os colegas do judiciário catarinense, que também tiveram o Direito à vida negado. Vidas que poderiam ter sido salvas pela vacinação. O Sindicato lamenta que os amigos/trabalhadores/aposentados não possam mais seguir juntos na luta!

O lamento é de profunda tristeza e também revolta. Não queremos mais perder ninguém. Queremos todas e todos vivos.  E somente com a vacinação em massa e protocolos eficazes de controle da pandemia conseguiremos preservar VI-DAS.

A vacinação em massa, uma das luta de quem acredita na ciência, segue em ritmo muito lento – apenas 21% da população brasileira foi vacinada com a primeira dose. Em Santa Catarina, o percentual de vacinados é de 23%. Os percentuais são muito baixos e todos os dias novos óbitos  e contaminados elevam os índices da pandemia. Sem que isso, cause qualquer desconforto nos gestores das três esferas. Ao contrário, as “medidas de controle” se pulverizaram à normalização dos mortos.

Defenda o que é público!

O combate à covid-19 reafirmou o papel do servidor público e importância dos SUS.Apesar de todas as dificuldades, os impactos da pandemia poderiam ser ainda piores se não fosse a atuação dos servidores públicos. As vacinas estão sendo produzidas em instituições públicas: a CoronaVac, no Butantan (que completa 120 anos em 2021 e é hoje um centro de pesquisa reconhecido mundialmente, porque lá são fabricadas boa parte das vacinas disponíveis no SUS) e a AstraZeneca/Oxford, na FioCruz.

SUS tem papel fundamental em todo esse processo. Milhões de brasileiros estão sendo tratados e salvos em hospitais públicos. E mais de 90% dos servidores estão nos estados e municípios, realizando o atendimento que mais impacta no dia a dia da população. Via “É Público, é para Todos”

Há esperança!

Semanalmente, recebemos registros dos colegas, sobretudo dos aposentados, recebendo a vacina. Cada postagem é um alivio acompanhado de alegria e intensa vontade de seguir a luta até que cada brasileiro tenha tomado as duas doses da vacina.

Por isso, além de ocupar as ruas, redes sociais, promover campanhas, reforçamos por aqui também: Se vacinem. Não importa qual, desde que tenha sido aprovada pela Anvisa. Acredite na ciência, nos fatos. Não caia e nem divulgue fake news. Tá na dúvida, confira a fonte. A vacina é nossa única oportunidade de frear a circulação do vírus. E até que todos estejam vacinados, continue com as medidas de prevenção: distanciamento social, uso de máscaras, higienização das mãos com frequência.

Nosso objetivo é  promover a conscientização coletiva sobre a importância da vacina e do Serviço Público! Chega de mortes! Chega de cortes! PEC 32 Não!

465 mil vidas, presentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *