Aberta as inscrições para Conferência de lançamento do seminário “O Futuro do Trabalho – perspectivas latino-americanas”

Com o objetivo de discutir as principais mudanças no mundo do trabalho no contexto da nova era tecnológica, além de promover a articulação do conhecimento científico com a sociedade através da divulgação de pesquisas, experiências e debates sobre o trabalho na América Latina o Fazendo Escola, em parceria com o Laboratório de Sociologia do Trabalho da Universidade Federal de Santa Catarina (LASTRO-UFSC),  SINJUSC, SINTRAJUSC e SINDJUS-RS, realiza a Conferência de lançamento do seminário “O Futuro do Trabalho – perspectivas latino-americanas”.

O lançamento do evento, que será no dia 21 de maio às 19h – contará com a participação especial de  Ludmila Abílio (CESIT/UNICAMP/Brasil), que discutirá o tema “Uberização: dominação e resistência dos trabalhadores just in time“, e de Federico Vocos (CITRA/UMET/Argentina), que abordará o tema “El movimiento obrero ante la pandemia en la Argentina“. Para fazer sua inscrição clique AQUI.

Previsto para os meses de outubro e novembro de 2021 e no formato virtual, o ciclo de seminários se dividirá em 5 eixos que serão construídos tendo como foco a organização dos trabalhadores na luta sindical, valorização do serviço público e a contribuição para a criação de novos projetos que articulem trabalhadores e instituições democráticas.

Lembrando que a transmissão do lançamento será pelo Canal do Youtube do Fazendo escola e Facebook das instituições parceiras: SINJUSC, SINDJUS-RS, SINTRAJUSC, LASTRO-CFH.

Sobre os palestrantes

Ludmilla Costhek Abílio é doutora em Ciências Sociais pela UNICAMP e pós-doutora pela FEA-USP. Possui graduação em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da USP (2001) e mestrado em Sociologia pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da USP (2005). Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Urbana e Sociologia do Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: atuais relações entre exploração do trabalho, financeirização e acumulação capitalista; estudos do desenvolvimento, relações entre trabalho e consumo. Atualmente é pesquisadora do CESIT, onde realiza seu segundo pós-doutorado, sobre Desenvolvimento, atuais políticas de austeridade e as transformações do trabalho no Brasil; focando a pesquisa na Uberização do trabalho, com enfoque no trabalho dos motofretistas na cidade de São Paulo.

Federico Vocos integra o “Observatorio de Condiciones de Trabajo del Centro de Innovación de los Trabajadores (CITRA)”, vinculado ao Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas da Argentina. É licenciado em Sociologia pela Universidade de Buenos Aires e Doutorando em Ciências Sociais pela Universidade Nacional de La Plata. É co-autor da obra “Metrodelegados. Subte: de la Privatización al Traspaso” (2012) e “Teletrabajo.  ¿Otro canto de sirenas? El movimiento obrero frente a una nueva estrategia empresaria” (2004). Suas áreas de pesquisa versam sobre o meio ambiente de trabalho e formação sindical.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *