Fotos: Giovanni Kalabaide

Em audiência pública, trabalhadores criticam sucateamento do SC Saúde

Em defesa do SC Saúde, o SINJUSC participou na manhã desta terça-feira (09/07), de uma audiência pública na Alesc. A audiência, realizada pela deputada Luciane Carminatti (PT), foi requerido pelos sindicatos que acompanham com preocupação o sucateamento do plano por parte do governo catarinense. A audiência foi transmitida ao vivo e pode ser revista AQUI.

Com a presença da Secretaria de Estado da Administração, foram feitos encaminhamentos ao governo: a ampliação da abrangência da rede de atendimento no interior do estado, convênios com municípios, saúde preventiva, desburocratização no processo de credenciamento, concurso público, entre outros.

A deputada Carminatti frisou, ainda, o prazo de um mês para que o governo analise as propostas e faça as devolutivas, com perspectiva de um novo encontro. Além disso, as/os trabalhadoras/es e a bancada sindical foram categóricos ao dizer que não aceitarão qualquer tipo de aumento na alíquota do plano.

NÃO HÁ DÉFICIT |
Durante a audiência, o economista Maurício Mulinari refutou os dados financeiros apresentados pelo secretário Vânio Boing, em especial a alegação de déficit.

Segundo Mulinarri, o sistema vem apresentando superávits contínuos ao longo dos anos, chegando a R$ 173 milhões em 2023. O mesmo fato teria sido registrado nos primeiros meses de 2024, quando houve uma elevação de 2,4% nas receitas do plano e uma queda de 16% nas despesas.

Para ler o estudo apresentado, clique aqui.

“A gente tem uma questão da utilização dos números que é importante ter em vista, porque, da nossa perspectiva, o plano é estruturalmente superavitário, sendo beneficiado por uma perspectiva até ruim, por conta dessa queda do seu uso recentemente”. O SINJUSC falou sobre isso em matéria publicada, clique aqui e releia.

NÃO VAMOS PAGAR A CONTA|
A secretária-geral do SINJUSC, Ellen Caroline Pereira compôs mesa na audiência e sublinhou a disposição dos sindicatos em dialogar com o governo em busca de soluções, mas que elas, de fato, passem pela perspectiva de melhora na prestação do serviço, com transparência e boa gestão.

Fotos: Giovanni Kalabaide / Agência AL

“O que não queremos é pagar a conta da má gestão do estado de novo, como aconteceu com a reforma da previdência. Os aposentados e aposentadas, possivelmente, são os que mais precisam e mais fazem uso do plano, são pessoas que trabalharam uma vida inteira e que, agora, precisam de assistência para cuidar da saúde e não tem.Isso é dever do Estado e vamos cobrar”, pontua.

SC SAÚDE NO TJSC|

O SINJUSC continua monitorando a situação e coloca a categoria em alerta para os chamados de mobilização. Importante resgatar que as/os trabalhadoras/es do TJSC, cooperados ao SC Saúde, recuperaram o direito de receber o benefício do auxílio-saúde somente no final de 2023, após extensa luta da categoria e atuação jurídica e política do SINJUSC, uma vez que o Tribunal parou de pagar o benefício em 2015. Com tantos anos sem o benefício, não é tolerável que o plano seja sucateado, deixando os usuários desassistidos. E isso seja um projeto de governo. Diálogos com o Tribunal também serão feitos em relação a defesa do plano.

Fotos: Giovanni Kalabaide / Agência AL

5 comentários

  1. Mais uma vez a alegação de déficit 🤬🤬 tendo provas do contrário. Não bastasse o CONFISCO DOS 14% DO IPREV, agora o @jorginhomelo quer “passar a mão” no plano de saúde dos aposentados!! 🙈😲👀😳

    • Governo de direita é assim… Tira dos trabalhadores, mas dá isenção fiscal para grandes empresários …

  2. Pagamos todo mês o plano e quando precisamos dos médicos não querem atender pelo plano. Também balguns exames não fazem pelo plano, tem que ser particular. Falo do Planalto Norte SC

  3. Fiz cirurgia de joelho em Florianópolis,pois em Blumenau não há nenhum médico credenciado pelo SC SAÚDE. É muito injusto estar aposentado e precisar sair da cidade, no caso Blumenau, após oito mêses do diagnóstico, para conseguir atendimento.

  4. Os aposentados aguardam uma atitude digno devolvendo o confisco, algo prometido na campanha e que não aconteceu até agora, que lástima…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *